ACESSIBILIDADE | ALTO CONTRASTE | MAPA DO SITE
TAMANHO DA FONTE: A- | A+

NOTÍCIAS Voltar >

Enfermeiros recebem qualificação no atendimento para diagnosticar MicrocefaliaEnfermeiros recebem qualificação no atendimento para diagnosticar Microcefalia

Publicado em 08/02/2016, Por Augusto Simões

A Secretária Municipal de Saúde - Sandra Horn Cruz  realizou nesta quarta-feira (3) uma capacitação em zika vírus e  microcefalia para enfermeiros da rede básica de Mirassol D´Oeste: Rafael Alves Moura - PSF Mutirão, Arlete Scatoloni - PSF Pq Morumbi, Lidiana Neves da Silva - PSF Cidade Tamandaré, Glaucia Stefania Macedo de Assunção - PSF Centro e Hector Alvares - Representando o Hospital Samuel Greve.

O objetivo é repassar aos profissionais as informações atualizadas sobre as doenças de modo a abordar aspectos epidemiológicos, quadro clínico, tratamento, diagnósticos diferencial para dengue, febre chikungunya e outras doenças, com destaque para a prevenção. “Abordamos também o fluxo para atendimento em casos suspeitos de microcefalia no pré-natal e pós-parto", explicou Sandra Horn.

"Se a paciente estiver grávida e tiver suspeita de zika deve procurar a unidade de saúde mais perto de casa. Ela receberá uma atenção especial. A unidade notificará à vigilância epidemiológica de Mirassol D´Oeste, que fará encaminhamento para a realização de exames laboratoriais", acrescentou Luci Sebaldeli - Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, informando ainda que se o resultado for positivo para zika, a gestante receberá toda a atenção em seu pré-natal.

A Secretária de Saúde orientou os enfermeiros - Sandra Horn Cruz para o fato de o causador da microcefalia não ser apenas o zika vírus. “Há outras doenças que podem causar esta anomalia, tais como o diabetes gestacional sem controle, a rubéola e o citomegalovírus. Ainda pode ocorrer microcefalia no caso de mães expostas à radiação, traumas maternos e outros agravos e é importante ressaltar que a pessoa não deve se automedicar no caso de uma dessas doenças. Há risco de certas medicações causarem hemorragia”, afirmou.

Os profissionais ficaram satisfeitos com a capacitação. Para Rafael Alves Moura - enfermeiro responsável pelo PSF do bairro mutirão, a capacitação tirou dúvidas. “Gostei muito, principalmente no que diz respeito ao fluxo e à notificação. Sei o procedimento, caso eu tenha uma gestante com suspeita”, disse

Já para a enfermeira responsável do PSF Parque Morumbi - Arlete Scatoloni, sempre é bom receber informações. “O zika é algo novo. Estar atualizado ajuda muito em nosso trabalho e foi muito esclarecedor. Com a capacitação temos uma direção a seguir”, disse a enfermeira.  




Compartilhar:

CLIMA E TEMPO