ACESSIBILIDADE | ALTO CONTRASTE | MAPA DO SITE
TAMANHO DA FONTE: A- | A+

NOTÍCIAS Voltar >

PARALISAÇÃO NACIONAL: Prefeitura Adere ao Movimento nesta Sexta-FeiraPARALISAÇÃO NACIONAL: Prefeitura Adere ao Movimento nesta Sexta-Feira

Publicado em 09/04/2014, Por Augusto Simões

Quem comparecer à Prefeitura Municipal de Mirassol D´Oeste nesta sexta-feira ( 11.04.2014), encontrará suas portas fechadas. A iniciativa de suspender as atividades administrativas é parte da Campanha “ Viva o seu Municipio” coordenada pela AMM – Associação Mato-Grossense dos Munícipios e CNM – Confederação Nacional dos Municipios.

 

A decisão de  unir-se ao movimento de paralisação,  ocorreu em uma audiência pública na manhã desta quarta-feira ( 09.04.2014 ) pelo prefeito Elias Mendes Leal ( PSD ) com todo o seu secretariado, coordenadores, assessores e seus comissionados de função gratificadas nas dependências da secretaria de educação

 

A paralisação é nacional e  tem como principal objetivo chamar a atenção do Governo Federal e Estadual, como também para a Sociedade Matogrossense e Mirassolense a crise financeira do município, visto que continua arrecadando menos do que deveria e os recursos que poderiam ajudar nao chegam.

 

O Prefeito Elias Mendes Leal ( PSD ) exemplificou a todos os presentes: “ o Hospital Samuel Greve, que inclusive faz um ano de inaugurado no próximo dia 14.04.2014, não recebeu até o momento nenhum centavo por parte do governo do estado em investimentos, muito pelo contrário, tudo, tudo está sendo custeado pela Prefeitura Municipal de Mirassol D´Oeste, embora, com muito orgulho e pela população que merece o melhor em saúde, mas, triste porque hoje o governo federal e estadual estão focados apenas na COPA de 2014. É triste. É lamentável.”

 

Num ato de municipalismo e coragem, o prefeito ao perguntar se todos os presentes acatavam a decisão de paralisação, todos sem exceção ergueram suas mãos num veemente SIM, pois, cada um no dia a dia sabe exatamente as dificuldades para arcar com tantos investimentos no município, porém, sem receber verbas federais e estaduais, fazendo com que a prefeitura “ carregue o município sozinha nas costas” resultando numa sobrecarga financeira.

 

Para o coordenador de fiscalização da Prefeitura Municipal, José Jeová “ é uma iniciativa previlegiada para Mirassol D`Oeste, pois , é a primeira vez que vejo algo neste sentido, uma ação municipalista .”

 

 

Para o Diretor do Centro Educacional Edson Athier Tamandaré, Aristides Nunes da Conceição a reunião foi muito interessante: “ Só conseguimos as coisas com pressão, entendo que a paralisação é correta, precisa ser feita, infelizmente, através de pressão que se consegue as coisas neste país e tem meu total apoio.”

 

O Prefeito Elias Mendes Leal ( PSD ) encerrou a audiencia publica com um desabafo: “ não aguentamos mais e se nao aderirmos a esta paralisação para chamarmos a atenção da população e das nossas autoridades , dentro de dois anos nossa cidade ficará inviabilizada, pois, a uniao e o estado mandam problemas, mas, nao mandam recursos. ”




Compartilhar:

CLIMA E TEMPO