ACESSIBILIDADE | ALTO CONTRASTE | MAPA DO SITE
TAMANHO DA FONTE: A- | A+

NOTÍCIAS Voltar >

AGRICULTOR FAMILIAR: Secretaria de Agricultura participa de visita técnica na EMPAER de CaceresAGRICULTOR FAMILIAR: Secretaria de Agricultura participa de visita técnica na EMPAER de Caceres

Publicado em 21/08/2014, Por Augusto Simoes

Mais de 90 pessoas, entre produtores rurais, técnicos agropecuários, estudantes e pesquisadores participaram da visita técnica sobre as culturas do feijoeiro comum, bananeira e mandioca, na Estação da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), localizada no município de Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá). O objetivo era apresentar resultados de pesquisas e tecnologias voltadas para o agricultor familiar. O evento aconteceu na última sexta-feira , no período da manhã e contou com a participação de pesquisadores do Instituto Agronômico de Campinas (IAC).

Durante a visita, os participantes percorreram quatro estações. O pesquisador da Empaer, Valter Martins de Almeida e o técnico agropecuário, Ciro Cercino dos Santos, mostraram o desempenho de linhagens precoces e avaliação do escurecimento de grãos do feijoeiro comum do grupo Carioca e Preto. Conforme Martins, a pesquisa vai possibilitar o armazenamento de grãos por um período de até seis meses, dando ao produtor condições para aguardar melhores preços na comercialização.

Os visitantes percorreram uma área contendo 47 genótipos de bananeira e híbridos dos tipos, maçã, prata, nanica e farta velhaco (da terra). O pesquisador da Empaer, Humberto Carvalho Marcílio, fala que serão selecionados cultivares ou híbridos mais produtivos e resistentes às principais doenças fúngicas. Ele adianta que as cultivares mais promissora são a farta velhaco e do tipo maçã.

O secretário de agricultura do município de Mirassol D’Oeste, José Vanderlei Batista, trouxe 26 produtores rurais, para verificar a tecnologia utilizada principalmente na cultura do feijão. O município pretende adquirir variedades de feijão para 250 produtores rurais da região. “Queremos comprar sementes de feijão produtivo e resistente a doenças”, esclarece Batista.




Compartilhar:

CLIMA E TEMPO