ACESSIBILIDADE | ALTO CONTRASTE | MAPA DO SITE
TAMANHO DA FONTE: A- | A+
Acessibilidade | Alto Contraste | Mapa do site | Libras | Tamanho da fonte: A- | A+

NOT͍CIAS Início >

Reitor discute parceria na educação com prefeito de Mirassol D OesteReitor discute parceria na educação com prefeito de Mirassol D Oeste

Publicado em 20/03/2018, Por IFMT

O reitor do IFMT, Willian de Paula recebeu, no mês de março, em seu gabinete na Reitoria, o prefeito de Mirassol D´Oeste, Euclides Paixão, que veio em busca de parcerias na área de educação. Ele estava acompanhado do vice-prefeito Fransuelo Ferrai e da secretária de Educação Cleide Maria Batista. O pró-reitor de Ensino, Carlos Câmara e os diretores-gerais dos campi Cáceres, Salmo César da Silva, e Pontes e Lacerda, Stefano Teixeira Silva também participaram da reunião.

“Foi uma conversa bem proveitosa. Saímos daqui com uma perspectiva real de parceria. Existe a possibilidade e o interesse tanto do município quanto do IFMT, de levar qualificação à população que precisa”, afirmou Euclides, que assegurou a contrapartida da prefeitura nas ações futuras.

O vice-prefeito explicou que a parceria com o instituto visa atender uma demanda dos estudantes do município, que hoje, se veem obrigados a se deslocar para cidades vizinhas e, até mesmo, para a capital, em busca de qualificação. A secretária Cleide contou que, diariamente, 12 ônibus cheios de estudantes deixam o município em direção às cidades vizinhas de Cáceres, São José dos Quatro Marcos e Araputanga, para estudar.

“Esse deslocamento deixará de ser necessário à medida que o nosso município passar a oferecer oportunidades aos nossos jovens,” considerou Ferrai.

O vice-prefeito contou que, em abril, serão feitas algumas ações para que o IF conheça as demandas e potencialidades existentes. “O reitor sinalizou positivamente ao nosso pedido. Acreditamos que podemos avançar nesse diálogo. No primeiro momento apresentaremos a instituição aos setores organizados, empresas, associações, e clubes de serviço, para que eles saibam da estrutura e dos cursos possíveis de serem ofertados e também nos apoiem”, adiantou Fransuelo.

“O reitor orientou aos diretores dos campi e à pró-reitoria de ensino uma observação do potencial do município para verificar onde é possível explorar a viabilidade de novos cursos e formações. Com a contrapartida municipal podemos levar a nossa experiência e a qualidade da rede federal àquela população”, disse o pró-reitor Carlos Câmara.

Ele destacou a participação do instituto na formação profissional e tecnológica em todo o estado. “Como somos referência em educação profissional e tecnológica os municípios buscam a instituição para auxiliar a suprir essa lacuna e oferecer a oportunidade de formação aos jovens para que eles possam desenvolver a economia local. Essa é a importância da Rede: oferecer aos municípios não apenas cursos de formação inicial e continuada (FIC), mas cursos subsequentes nas áreas de produção da região e cursos superiores”, frisou.

Segundo Câmara, ficou estabelecido como contrapartida da pró-reitoria de ensino programar o acompanhamento à formação de professores daquele município, seja por meio de reuniões pedagógicas, cursos de formação inicial e continuada aos professores e profissionais de educação, e principalmente, de planejamentos de semanas de formação.






Compartilhar:



CLIMA E TEMPO