ACESSIBILIDADE | ALTO CONTRASTE | MAPA DO SITE
TAMANHO DA FONTE: A- | A+
Acessibilidade | Alto Contraste | Mapa do site | Libras | Tamanho da fonte: A- | A+

NOT͍CIAS Início >

PREFEITURA SUGERE MUDANÇAS NA LEI CASO ACORDO ENTRE TAXISTAS E MOTO-TAXISTAS NÃO SEJA FIRMADOPREFEITURA SUGERE MUDANÇAS NA LEI CASO ACORDO ENTRE TAXISTAS E MOTO-TAXISTAS NÃO SEJA FIRMADO

Publicado em 11/03/2013, Por

PREFEITURA SUGERE MUDANÇAS NA LEI CASO ACORDO ENTRE TAXISTAS E MOTO-TAXISTAS NÃO SEJA FIRMADO. Segunda-feira, 11 de Março de 2013 - 16:04:33 Os Taxistas de Mirassol  D’oeste recorreram a Administração Municipal nesta 2ª feira (11), para pedir apoio do poder público; haja visto que os mesmos estão sentido-se prejudicado no desempenho  de suas atividades. Para o Presidente dos taxistas de Mirassol ,Senhor, José Jorge Mazotti(Zeca taxista) e os demais taxistas,  os Moto-Taxistas  não estão respeitando os limites para embarques de passageiros “Nós os táxistas de Mirassol, que hoje somos em apenas 07(sete), juntamente com o Presidente da Associação de Moto-táxi de Mirassol,o Senhor, José Benedito de oliveira , 2º secretário, Gideon Abner de Freitas , Jósé Maria Mariano da Silva e Reginaldo Cassupá; Resolvemos procurar a Prefeitura, e em audiência com Prefeito, Sr  Elias Leal,o procurador Senhor, Iuri Cuiabano e o  Secretário de Administração Valdinei  Salgueiro  fomos informados de que há uma lei vigente no municipio, e que a Prefeitura estará fiscalizando de uma forma mais contínua, e agindo dentro dos rigores da lei. Essa situação, diz o presidente, é em virtude da ação dos moto-taxistas, uma vez em que os mesmos não podem fazer o transporte de pessoas ou mercadorias, tendo como ponto de partida 80(oitenta) metros da nossa base , que é em enexo a estação rodoviária , constatamos também que vários deles transportam passageiros em veículos não autorizados”. Já o senhor José Benedito disse ter procurado  os taxistas para discutir a possibilidade de que a Associação possa também funcionar nas dependências da rodoviária por se tratar de patrimônio público. Possibilidade essa descartada pelos taxistas, que começaram então a divergirem quanto a local, e forma de trabalho. O Senhor, Sidney Melo (assessor administrativo da prefeitura) disse  a todos os presentes que a melhor forma de resolver esse impasse seria através do diálogo. Diante do exposto a Prefeitura sugeriu que os mesmos mantivessem reuniões para discutir o assunto e que num prazo de 30(trinta) dias cheguem a um acordo. O Prefeito disse que  todas as medidas vão ser tomadas,  inclusive com a  possibilidade da intervenção do Executivo  até mesmos na mudança  da lei para que ninguém se sinta prejudicado.




Compartilhar:



CLIMA E TEMPO